A comida vegana é desinteressante e sem sabor?

Partilhar

A resposta a esta pergunta é um indiscutível e retumbante “não” :) Pelo contrário! A culinária vegana faz uso de uma enorme variedade de ingredientes vegetais, muitos dos quais tendem a ser desconsiderados ou sub-aproveitados por quem supostamente come “de tudo”, numa era em que os pratos são construídos em torno da carne ou do peixe e tudo o resto é considerado um mero acompanhamento. Quem nunca ouviu os seus pais ou avós falarem (com saudade) dos pratos “acidentalmente veganos” que comiam em criança, quando a carne e o peixe não estavam tão facilmente disponíveis? Arroz de legumes, açorda de tomate, migas de feijão frade, papas de nabiça, arroz com feijão… Todos esses pratos continuam na ementa de quem se torna vegano, que pode optar por complementá-los com outros vegetais ou então com tofu, seitan, tempeh ou com qualquer um dos modernos “substitutos de carne”. Espreita a questão Onde posso encontrar receitas veganas? para mergulhares no mundo delicioso da culinária 100% vegetal!

E alguém diria que culinárias como a chinesa, árabe, indiana ou mexicana não têm sabor? Todas elas, e várias outras comidas do mundo, são ricas em pratos 100% vegetais, desde o tofu com algas aos burritos de feijão, passando pelo falafel e pelo caril de legumes. E, claro, a comida italiana, uma das favoritas de quase toda a gente, inclui diversas massas e pizzas originalmente veganas (sim, nem todas as pizzas levam queijo, sendo a famosa marinara um dos melhores exemplos), além de tantas outras que podem ser facilmente “veganizadas” trocando um ou outro ingrediente ou fazendo uso de um belíssimo queijo vegano - disponível em variedades como sabor original, fumado, cheddar, feta, entre outras. E já agora: as duas maiores cadeias de pizzas em Portugal (Pizza Hut e Telepizza) já oferecem pizzas com quejo vegano, refletindo a crescente disponibilidade de substitutos de carne e laticínios no país.

Esses substitutos permitem acrescentar à culinária vegana muitos dos sabores e texturas que nos são familiares na alimentação omnívora moderna, tornando a transição muito mais fácil. Porque se é verdade que a alimentação vegana é considerada particularmente saudável, também é verdade que pode ser tão gordurosa, salgada ou doce como desejarmos :) Quando apetece um hambúrguer, uma bifana, uma francesinha ou até mesmo uma fatia de bacon, já é possível encontrar alternativas veganas tão boas ou melhores do que os originais. E o mesmo se aplica a todo o tipo de bolos e doces (até mesmo natas): todas as delícias a que estamos habituados já podem ser produzidas em versão livre de exploração animal, fazendo do veganismo um mundo de maravilhosos sabores a explorar - do tradicional ao moderno, do saudável ao “decadente”, da fast food ao gourmet.

Tanto grandes marcas internacionais quanto marcas brancas de super e hipermercados espalhados por todo o território têm vindo a aumentar cada vez mais a sua oferta nesta área - recomendamos a página Achados Veganos no Facebook e no Instagram, bem como o respetivo motor de pesquisa, para te manteres a par dos produtos veganos que vão aparecendo em Portugal. Isso significa que nunca foi tão fácil ser vegano - e tudo indica que só vá melhorar à medida que mais e mais pessoas abracem o veganismo. Esperamos que sejas também um dos agentes desta mudança :)

Antes de terminar, gostaríamos de esclarecer que magoar e matar animais para os comer (a eles ou àquilo que produzem) seria eticamente inaceitável mesmo que a comida vegana fosse efetivamente desinteressante e sem sabor, desde que fosse possível e praticável obter todos os nutrientes necessários a uma vida saudável sem produtos de origem animal (e é). A maior parte das pessoas concorda que fazer sofrer animais por prazer é inaceitável (sendo por isso que se opõe a práticas como a tauromaquia), pelo que não faria sentido continuar a comer animais só porque o sabor da sua carne lhe dá mais prazer gustativo do que alimentos vegetais. No entanto, no panorama atual, com todo o know-how, produtos e ingredientes disponíveis, já nem vale a pena aprofundar este argumento, pois não é necessário sacrificar o prazer para abraçar uma alimentação mais ética.

Em resumo, a comida vegana está muito, muito longe de ser desinteressante e sem sabor; se ouvires algúem dizer o contrário, desconfia do seu conhecimento… ou dos seus motivos: ou sabe muito pouco sobre comida vegana, ou está à procura de uma desculpa para se agarrar a velhos hábitos ;)

[Foto de um brownie vegano do Amor e Hortelã]

Brownie vegano do Amor e Hortelã.