Como saber se um produto foi testado em animais?

Partilhar

Verdade seja dita – nem sempre é fácil. E por várias razões:

  • A maioria dos produtos não tem qualquer indicação sobre se foi ou não testado em animais.
  • A indicação de que não foi testado em animais pode ser enganosa, pois pode significar apenas que o produto finalizado não foi testado, mas os seus ingredientes sim.
  • Em muitos casos, nem sequer nos ocorre que determinado tipo de produto possa ser testado em animais, pelo que nem nos damos ao trabalho de investigar.

É do conhecimento geral que a União Europeia proíbe desde 2013 a venda de produtos cosméticos que tenham sido testados em animais, mas os detalhes demonstram que a lei não é o que parece. Segundo o site da Cruelty Free International:

  • A proibição aplica-se apenas a testes cosméticos; testes ecotox (sobre o impacto dos produtos no ambiente) e testes de segurança para os trabalhadores podem continuar a ser feitos em animais.
  • Produtos finais não podem ser testados em animais, mas ingredientes sim – mesmo que esses ingredientes sejam para uso exclusivo em cosméticos.

Perante este cenário, as melhores formas de garantir que compramos produtos que não foram testados em animais são:

Logótipo leaping bunny

  • Procurar produtos com o selo cruelty free com maior implantação no mercado: o leaping bunny (coelhinho saltitante) da Cruelty Free International.
  • Comprar apenas em lojas veganas (sejam físicas ou online), ou optar sempre por marcas que sabemos que não testam em animais, como as listadas neste artigo da Associação Vegetariana Portuguesa.
  • Informar-se por iniciativa própria, por exemplo pesquisando na Internet ou perguntando às próprias empresas.

[Foto de um coelho]

Foto cedida pela Quinta das Águias.